Sistema de Gestão Ambiental

Quatro princípios básicos orientam a metodologia da MJM Serviços Técnicos Socioambientais para a implantação de um Sistema de Gestão Ambiental:

I. Situação Atual

O projeto ISO 14001 deverá ser adaptado ao porte e particularidades de cada empresa, devendo ser considerada a situação real existente nos aspectos técnicos, organizacionais e funcionais.

II. Pressões do Mercado

As pressões do mercado com vistas a uma maior competitividade e atendimento às legislações aplicáveis são determinantes em relação às prioridades das ações.

III. Fator Humano

A validação e a implantação do SGA em uma empresa deverão ser realizadas pelo seu próprio pessoal, em conjunto com a MJM, que prestará assessoria técnica. O sucesso de um SGA tem como condição básica a motivação, conscientização e formação adequada dos empregados envolvidos, em relação aos objetivos, técnicas e ferramentas aplicadas. Com base neste princípio, a continuidade das ações de melhoria do SGA poderá se realizar através de meios próprios de cada empresa.

IV.  Modularidade

A modularidade permite um melhor controle do conjunto de implantação, uma vez que cada fase é precedida de uma revisão dos dados de entrada (objetivos, demandas internas e externas). Esta modularidade permite ainda validar junto à equipe de implementação as atividades realizadas no decorrer de cada fase antes de iniciar outra.

Image
Image

Implantação do SGA da Mina de Manganês Morro da Mina – Conselheiro Lafaiete – MG,  Estruturação e treinamento do procedimento corporativo de identificação e análise dos Aspectos e Impactos Ambientais,  DENSO SISTEMAS TÉRMICOS Implantação do SGA na unidade de Betim, LATASA Estruturação, treinamento e identificação dos Aspectos e Impactos Ambientais – Unidade Jacarei – SP, TRW – Formação de Auditores Ambientais, magnet– Formação de Auditores Ambientais Unidade Betim, VETEC – Auditoria de sistema e de conformidade legal – Xerem – RJ, JABIL Auditoria de sistema e de conformidade legal – Betim